Meu Botafogo Amado...


Botafogo enfrenta a Portuguesa atrás de liderança no Estadual do Rio

Folhapress
Em São Paulo

A equipe da Portuguesa entra em campo nesta quarta-feira no estádio Luso Brasileiro para enfrentar o time do Botafogo, em partida que acontece às 16h, válida pela quarta rodada do Grupo A da Taça Guanabara.

Os donos da casa, que somam apenas um ponto na Taça Guanabara, tentam fugir da última posição do grupo. A equipe de General Severiano quer os três pontos para brigar pela primeira posição -atualmente, é o terceiro, com 4 pontos.

O Botafogo vai promover a estréia de mais um de seus últimos reforços contratados para a temporada. O atacante Guilherme ganha vaga no ataque ao lado de Alex Alves.

Ele será servido na partida por uma dupla que conhece bastante: os armadores Ramon -que já jogou com ele no Vasco e no Atlético-MG- e Caio, ex-companheiro de São Paulo.

PORTUGUESA-RJ
Arilson; Marcelo Cardoso, Marcelão, Marlon e Alan; Otaviano, Gulit e Éberson; Ratinho, Biula e Bibi. Técnico: Ricardo Barreto

BOTAFOGO
Jefferson; César Prates, Rafael Marques, Juninho e Marquinhos; Thiago Xavier, Juca, Caio e Ramon; Alex Alves e Guilherme. Técnico: Paulo Bonamigo

Local: estádio Luso Brasileiro, no Rio
Horário: às 16h
Juiz: Jorge Coelho Frem





  Escrito por Vidigal às 08h48 [] [envie esta mensagem]





Avante Meu Querido

 Meu Botafogo até que efim deu uma aliviada e saiu da zona...até parceia que ele só queria viver lá! Quando podia, não ganhava... quando menos se esperava, aí vencia! Pôxa...só acontece ao Botafogo...que me deixa emocionado e sofrido...mas é assim...coisas de um alvinegro sedutor! Salve Estrela Solitária, brilha sozinha no céu do meu Brasil!

  Escrito por Vidigal às 11h55 [] [envie esta mensagem]





Nova Carteira


Anus Beborum Domus non Habere...
Vai ai a nova carteirinha que estah dando no que falar...quem quiser se associar, fale comigo...hehe Bom dia! Botafoguenses e admiradores da Estrela Mais Famosa!!!

  Escrito por Vidigal às 11h46 [] [envie esta mensagem]





Botafogo 100 Anos


O genial Garrincha e 'Velho Lobo' Zagallo
A época de ouro levou o Botafogo não apenas a títulos inesquecíveis, como os bicampeonatos estaduais em 1961/62 e 1967/68 e a Taça Brasil em 1968, tornando-se o primeiro time carioca a conquistar um torneio nacional. O período ajudou o alvinegro também a ratificar o posto de celeiro de craques, sendo o clube que mais cedeu jogadores à seleção brasileira em todos os tempos - entre eles Quarentinha, o maior goleador da história do alvinegro, com 308 marcados de 1954 e 1964. Com a camisa do Brasil, foram 17 gols e a injustiça de não ter disputado uma Copa do Mundo.

Apesar de ter tido nove atletas convocados para a Copa de 1934, na Itália, um recorde não superado até hoje, foi em 1962, no Chile, que Garrincha foi mais do que nunca um motivo de orgulho para os botafoguenses. A seu lado estavam Nilton Santos, Didi, Amarildo e Zagallo, mas na ausência de Pelé, que se lesionou no empate em 0 a 0 com a então Tchecoslováquia, na segunda rodada, Garrincha tomou conta do Mundial e levou o Brasil ao bicampeonato. Ao mesmo tempo em que levava seus marcadores à loucura e preparava as jogadas, o atacante foi fundamental como artilheiro e fez gols de cabeça e pé esquerdo, momentos raros em sua carreira.

No Chile também se desenhava a trajetória de outro botafoguense ilustre: Mário Jorge Lobo Zagallo. Único tetracampeão mundial e um dos maiores vencedores na história do futebol, Zagallo foi comprado ao Flamengo em 1958, durante a Copa da Suécia. No Botafogo, disputou 299 jogos, marcou 21 gols e conquistou quatro títulos. Como jogador, uma vez que sua vitoriosa carreira como treinador teve início com o bicampeonato estadual em 1967/68.

O Botafogo em duas décadas de sofrimento

Depois da conquista do estadual em 1968, quando um time comandado por Leônidas, Gérson e Jairzinho levantou a taça depois de golear o Vasco por 4 a 0, nem o mais pessimista dos torcedores poderia imaginar um hiato de 21 anos sem título. De maneira sintomática, o período marcou também a venda da sede de General Severiano para a Companhia Vale do Rio Doce, durante o mandato de Charles Borer. Assim, o clube saiu de seu berço na Zona Sul e se mudou para o subúrbio de Marechal Hermes.

A volta à casa aconteceu apenas em 1993, mas antes disso o Botafogo reencontrou o caminho das conquistas. Em 1988, época em que Althemar Dutra de Castilho era o presidente, o bicheiro Emil Pinheiro chegou como mecenas e montou a base do time bicampeão carioca em 1989/90. O fim do jejum, com a vitória por 1 a 0 sobre o Flamengo, no dia 21 de junho de 1989, é inegavelmente um dos momentos mais emocionantes na história alvinegra. O título invicto gerou ídolos instantâneos como Maurício, Wilson Gottardo, Mauro Galvão e Paulinho Criciúma.

'Há coisas que só acontecem ao Botafogo'

A perda do título do Campeonato Brasileiro para o Flamengo em 1992 encerrou a passagem de Emil Pinheiro, que assumira a presidência do Botafogo no ano anterior. Mesmo com um time desmantelado e a obrigação de aproveitar vários jogadores dos juniores, em 1993 o alvinegro conquistou seu primeiro título internacional na edição de estréia da Copa Conmebol. Comandado por Carlos Alberto Torres, uma equipe jovem superou o Peñarol na final no Maracanã, mas não sem uma dose de sofrimento. Vencendo por 2 a 1 até os 45 minutos do segundo tempo, o alvinegro permitiu o empate e só levantou a taça ao levar a melhor na disputa de pênaltis.

Em 1994, Carlos Augusto Montenegro deu início aos trabalhos que resultariam no título mais importante da história do Botafogo: o Campeonato Brasileiro de 1995. Sob o comando técnico de Paulo Autuori, o time tinha como estrelas o goleiro Wagner, os zagueiros Gonçalves e Wilson Gottardo, o meia Sérgio Manoel e o atacante Donizete, mas ninguém brilhou mais do que Túlio. Artilheiro da competição (pela terceira vez) e último grande ídolo alvinegro, ele foi o grande responsável pelo crescimento da torcida botafoguense da metade da década de 90 para frente.

Independentemente do fiasco da equipe na Libertadores em 1996 e de não ter participado da campanha do título estadual no ano seguinte, Túlio tem participação direta no resultado de uma pesquisa feita pela Ibope em 1997 - e publicado pela coluna Panorama Esportivo, de O Globo, no dia 16 de agosto. Com um significativo avanço na faixa etária dos dez aos 15 anos, mais precisamente nas classes A e B, o Botafogo ultrapassou o Fluminense pela primeira vez e tornou-se a terceira maior torcida do Rio de Janeiro.

O tetracampeonato do Torneio Rio-São Paulo, em 1998, acabou iniciando um ciclo de maus momentos que culminou com a queda à segunda divisão nacional em 2002. No intervalo, a decepção pela perda da Copa do Brasil em 1999, diante de cem mil torcedores no Maracanã, e a pífia campanha no Campeonato Brasileiro do mesmo ano, quando o rebaixamento mostrou que já estava batendo às portas do clube. Tudo sob o comando dos ex-presidentes José Luiz Rolim e Mauro Ney Palmeiro.

Um centenário diferente

Ao contrário dos outros três grandes clubes do Rio de Janeiro, o Botafogo não montou um supertime visando a um sonho em comum dos cariocas no ano do centenário: a conquista do Mundial Interclubes. E nem poderia. Ao assumir a presidência do alvinegro em 2003, Bebeto de Freitas pegou um time na Série B do Brasileiro e um clube em processo de falência, resultado de uma seqüência de administrações desastrosas ao longo dos anos. Ao mesmo tempo em que havia o desafio de tirar o alvinegro da segunda divisão, era necessário reestruturar o clube visando ao futuro.

Comandado por Levir Culpi e tendo como símbolos o capitão Sandro e o veterano Valdo, o Botafogo conquistou em campo o direito de voltar à elite do futebol brasileiro no ano de seu centenário. Mais do que isso, fez do torcedor um parceiro, com a campanha "Botafogo no Coração", e assim pôde reformar e ampliar o estádio Caio Martins e construir o Centro de Treinamentos João Saldanha, em General Severiano. A construção de um estádio próprio é mais um capítulo do livro que promete deixar o Botafogo com um lugar de destaque entre os grandes do futebol brasileiro, dentro e fora do campo.


  Escrito por Vidigal às 13h25 [] [envie esta mensagem]





Imagem da Raça!

Essa é a imagem da comemoração do inesquecível gol do Sandro, quando Leandrão escorou e ele chegou batendo, sem chances para o goleiro do Marília...Ah, é só emoção!

  Escrito por Vidigal às 13h05 [] [envie esta mensagem]





Força tranqüila para a minha vida

No livro Silent Strength for My life (Força tranqüila para a minha vida), Loyde John Ogilvie conta a história de um menino que conheceu numa viagem. Ele observou o menino sozinho na sala de espera do aeroporto aguardando seu vôo. Quando o embarque começou, ele foi colocado na frente da fila para entrar e encontrar seu assento antes dos adultos. Quando Ogilvie entrou no avião, viu que o menino estava sentado ao lado de sua poltrona. O menino foi cortês quando Ogilvie puxou conversa com ele e, em seguida, começou a passar tempo colorindo um livro. Ele não demonstrava ansiedade ou preocupação com o vôo enquanto as preparações para a decolagem estava sendo feitas. Durante o vôo, o avião entrou numa tempestade ,muito forte, o que fez que ele balançasse como uma pena ao vento. A turbulência e as sacudidas bruscas assustaram alguns dos passageiros, mas o menino parecia encarar tudo com a maior naturalidade. Uma das passageiras, sentada do outro lado do corredor ficou preocupada com aquilo tudo, e perguntou ao menino: - Você não está com medo? - Não senhora, não tenho medo, ele respondeu, levantando os olhos rapidamente de seu livro de colorir. Meu pai é o piloto. Existem situações em nossa vida que lembram um avião passando por uma forte tempestade. Por mais que tentemos, não conseguimos nos sentir em terra firme. Temos a sensação de que estamos pendurados no ar sem nada a nos sustentar, a nos segurar, em que nos apoiarmos, e que nos sirva de socorro. No meio da tempestade, podemos nos lembrar de que nosso "PAI É O PILOTO"

  Escrito por Vidigal às 12h52 [] [envie esta mensagem]





Botafogo, minha Paixão!!!



  Escrito por Vidigal às 13h56 [] [envie esta mensagem]





O Verdadeiro Amigo!

Certa vez um soldado disse ao seu tenente: -Meu amigo não voltou do campo de batalha, senhor, solicito permissão para ir buscá-lo. -Permissão negada, replicou o oficial. Não quero que arrisque a sua vida por um homem que provavelmente está morto. O soldado, ignorando a proibição, saiu, e uma hora mais tarde regressou, mortalmente ferido, transportando cadáver de seu amigo. O oficial estava furioso: - Já tinha dito que ele estava morto!!! Agora eu perdi dois homens!!! Diga-me Valeu a pena trazer um cadáver? E o soldado, moribundo, respondeu: - Claro! que sim, senhor! Quando o encontrei, ele ainda estava vivo e pôde me d izer: "Tinha certeza que você viria!" "AMIGO É AQUELE QUE CHEGA QUANDO TODO MUNDO JÁ SE FOI."

  Escrito por Vidigal às 07h50 [] [envie esta mensagem]





Algumas coisas que se atraem...

Botafogo e coração sofrido. Camisa branca e molho de tomate. Dedinho do pé e ponta de móveis. Jato de mijo e a tampa do vaso. Café preto e a toalha branca da mesa. Pobre e funk. Tampa de creme dental e ralo de pia. Mãos e seios. Olhos e bunda. Homem e cerveja. Leite fervendo e fogão limpinho. Nariz e dedo. Queijo e goiabada. Carro de bêbado e poste. Velho ou pobre e show do milhão. Show do KLB e controle remoto (Para mudar de canal). Mulher e vitrines. Show da virada de ano e Roberto Carlos. Tornozelo e pedal de bicicleta. Chave trancando a porta e telefone tocando. Tampa de caneta Bic e orelha. Moeda e carteira de pobre. Chifre e dupla sertaneja. E por último: Mau humor e segunda-feira!

  Escrito por Vidigal às 08h58 [] [envie esta mensagem]





Link engraçado, aproveitem!

http://crass.on.ru/flash/bird.html

  Escrito por Vidigal às 11h21 [] [envie esta mensagem]





Analise seu estilo de vida!

Numa entrevista à revista Marie Claire, o médico Drauzio Varella disse que a gente tem um nível de exigência absurdo em relação à vida, que queremos que absolutamente tudo dê certo, e que, às vezes, por aborrecimentos mínimos, somos capazes de passar um dia inteiro de cara amarrada.
E, aí, ele deu um exemplo trivial, que acontece todo dia na vida da gente: - Quando um vizinho estaciona o carro muito encostado ao seu na garagem (ou pode ser na vaga do estacionamento do shopping).
Em vez de, simplesmente, entrar pela outra porta, sair com o carro e tratar da sua vida, você bufa, pragueja, esperneia e estraga o que resta do seu dia.
Eu acho que este é um bom exemplo do que torna a vida de algumas pessoas melhor e, de outras, pior.
Tem gente que tem a vida muito parecida com a de seus amigos, mas não entende por que eles parecem ser tão mais felizes. Será que nada dá errado pra eles? Dá aos montes.
Só que, para eles, entrar pela porta do lado, uma vez ou outra, não faz a menor diferença ...
O que não falta neste mundo é gente que se acha o último biscoito do pacote. Que "audácia" contrariá-los! São aqueles que nunca ouviram falar em saídas de emergência : - Fincam o pé, compram briga e não deixam barato.
Alguém aí falou em complexo de perseguição? Justamente. O mundo versus eles.
Eu entro muito pela outra porta, e, às vezes, saio por ela também. É incômodo, tem um freio de mão no meio do caminho, mas é um problema solúvel.
E, como esse, quase todos os nossos "problemões" podem ser resolvidos assim, rapidinho. Basta um telefonema, um e-mail, um pedido de desculpas, um deixar barato.
Eu ando deixando de graça, para ser sincero. Vinte e quatro horas têm sido pouco para tudo o que eu tenho que fazer, então, não vou perder ainda mais tempo ficando mal-humorado.
Se eu procurar, vou encontrar dezenas de situações irritantes e gente idem, pilhas de pessoas que vão atrasar meu dia. Então, eu uso a "porta do lado" e vou tratar do que é importante de fato. Eis a chave do mistério, a fórmula da felicidade, o elixir do bom humor, a razão porque parece que tão pouca coisa na vida dos outros dá errado ... "

  Escrito por Vidigal às 11h44 [] [envie esta mensagem]





Tradução do texto "I have  learned", de William Shakespeare :
 
 EU APRENDI
 Que a melhor sala de aula do mundo está aos pés de uma pessoa mais  velha;  
 Que quando você está amando dá na vista.  
 Que ter uma criança adormecida em seus braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo.
 Que ser gentil é mais importante do que estar certo.  
 Que eu sempre posso rezar por  alguém quando não posso ajudá-lo de alguma outra forma.
 Que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós  precisa de um amigo brincalhão para se divertir junto.  
 Que dinheiro não compra "classe".
 Que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular.
 Que debaixo da "casca grossa" existe uma pessoa que deseja ser apreciada e amada,e não sabe se manifestar.
 Que se Deus não fez tudo num só dia; O que me faz pensar que eu possa?  
 Que ignorar os fatos não os altera.  
 Que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas está permitindo que essa pessoa continue a magoar você.
 Que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas.
 Que a maneira mais fácil para  eu crescer como pessoa é me cercar de gente mais inteligente do que  eu.
 Que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso.
 Que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa.
 Que a vida é dura, mas eu sou mais ainda.
 Que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu.
 Que eu gostaria de ter dito à minha mãe que a amava, uma vez mais, antes dela morrer.
 Que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência.  
 Que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher

                                 Mestre William Shakespeare



  Escrito por Vidigal às 11h28 [] [envie esta mensagem]





  Frase do dia: Se em 2003, até Sadam saiu do buraco, espero que este ano você também consiga!

  Escrito por Vidigal às 07h11 [] [envie esta mensagem]





A Saudade é um aperto de mão numa despedida... é a dor que sente alguém que vai embora (ou que fica) É o minuto eternizado de um sorriso de despedida. É a vontade de ver de novo... Saudade é isso... é o inexplicável de um beijo perdido no tempo. Eu já te beijei? Se a resposta for sim, minha saudade seria ainda maior! Há um mistério que o coração entende mas não compartilha com a mente. Quem sabe o que pensa um coração? Saudades e Paixões andam lado a lado, e quando relembram uma feliciade, disputam com a razão um espaço aqui dentro!

  Escrito por Vidigal às 01h40 [] [envie esta mensagem]





Saber Amar

 Saber amar, é ser mais que amigo...é ser irmão. É conhecer o outro mais do que ele prórpio, é entender como se é de verdade, sem precisar de explicação. Saber amar, é ser louco por alguém, mesmo sem ela saber. Quem sabe pra preservar, quem sabe pra não machucar, quem sabe apenas pra tentar convencer que exitem pessoas maravilhosas neste mundo. Saber amar é compartilhar felicidade, dividir as cargas do dia-a-dia, somar forças e superar obstáculos... Multiplicar sentimentos de emoções, sem ter medo do que virá depois. Saber amar é inexplicavelmente maravilhoso... Eu amo...e você?

  Escrito por Vidigal às 12h20 [] [envie esta mensagem]



 





BRASIL, Centro-Oeste, BRASILIA, ZONA CIVICO-ADMINISTRATIVA, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, Italian, Sexo, Esportes
MSN -









30/01/2005 a 05/02/2005

10/10/2004 a 15/10/2004

05/09/2004 a 10/09/2004

25/07/2004 a 30/07/2004

21/03/2004 a 26/03/2004

15/02/2004 a 20/02/2004

08/02/2004 a 13/02/2004

01/02/2004 a 06/02/2004

25/01/2004 a 30/01/2004

18/01/2004 a 23/01/2004

 
 


Blig da Lú
Pagina do Charles
Pagina da Paty
Radio
Blogger do Botafogo!
 
 

Dê uma nota para meu blog